Franquia é um bom negócio?

by Ricardo Guirado
Comments are off for this post.

Os desafios e vantagens em empreender com uma franquia.

Franquia é garantia de sucesso!! Muitas pessoas me afirmam isso com convicção e
concordo que realmente é nítido o êxito da maioria das redes devido ao padrão e
principalmente pela existência de um modelo de negócio testado e aprovado.

A definição do sistema conforme a lei 8955/94 é “franquia empresarial é o sistema
pelo qual um franqueador cede ao franqueado o direito de uso da marca ou patente,
associado ao direito de distribuição exclusiva ou semi-exclusiva de produtos ou
serviços e, eventualmente, também ao direito de uso de tecnologia de implantação e
administração de negócio ou sistema operacional desenvolvidos ou detidos pelo
franqueador, mediante a remuneração direta ou indireta, sem que, no entanto, fique
caracterizado vínculo empregatício.”

Ao ler a definição, fica claro que há direitos garantidos, mas também deveres de
ambas as partes, entre franqueador e franqueado, para que o negócio tenha sucesso.

O sistema franchising é fantástico, porém, é necessário que sejam cumpridas as boas
práticas exigidas em termos de análise, formatação, gestão e expansão da marca.

Enquanto a maior parte das redes colhe excelentes frutos, a realidade se mostra
diferente para outras, as quais começam com tudo e acabam minguando… falta foco,
falta treinamento, falta gestão e principalmente o cuidado com os detalhes. Desde a
formatação do modelo de negócio até a expansão inadequada da marca.

Os problemas podem vir de ambas as partes. Da franqueadora que peca na gestão
da rede, e do próprio franqueado, que por sua vez, também deixa a desejar logo no
início, acreditando que poderá trabalhar menos devido a optar por uma franquia e não
pela abertura de um negócio próprio independente.

Potenciais problemas à parte, fato é que o franchising é resiliente e tem se mostrado
extremamente eficaz mesmo em meio aos seus desafios, os quais são
potencializados quando somados a atual instabilidade política e econômica que temos
atravessado em nossa pátria amada Brasil. Mesmo assim, fazendo uma rápida
comparação, segundo estimativa do Sebrae, 33% das empresas abertas em 2014
fecharam suas portas ao final de 2016, enquanto a mortalidade entre franquias,
chegou a 5,1% no ano passado.

Diante de tudo isso, muitos potenciais empreendedores ao analisar franquias como
uma possibilidade de empreender, fazem a seguinte pergunta: “Franquia é um bom
Negócio?”

Para responder a essa pergunta, farei uma lista em que você poderá chegar a uma
conclusão baseado em 7 pontos de reflexão. Obviamente que isso vale para redes de
franquia sérias e bem estruturadas:

1. Enquanto uma marca franqueada possui uma taxa de sucesso de permanecer no
mercado após 3 anos em aproximadamente 95%, um negócio independente tem
esse percentual reduzido para 67%, conforme evidenciado acima;

2. Ao buscar uma franquia, o potencial empreendedor não precisa desenvolver e
criar uma marca. Ela já vem no pacote com um posicionamento cercado de
prestígio e experiência garantida;

3. Ao ingressar em uma rede, o empreendedor recebe orientações preciosas como a
escolha do ponto ideal para instalação de sua unidade, treinamento inicial para
instalação e operação do negócio e material de consulta como manuais e vídeos
sobre a marca;

4. Os produtos e serviços já foram testados e possuem qualidade e aceitação no
mercado. Não há necessidade de testar para ver se dará certo. Na verdade, o
franqueado precisa focar sua atenção apenas na operação e nas vendas, pois é
papel do franqueador a busca pela evolução do mix de produtos e serviços;

5. Em uma franquia, o empreendedor terá suporte e assistência contínua, o que lhe
garante a oportunidade de tirar suas dúvidas, obter conselhos e ser redirecionado
sempre que necessário para o alcance de seus objetivos;

6. Marketing institucional bem definido com campanhas organizadas e regulares e
materiais de apoio para promover o negócio geralmente são elaborados por
profissionais contratados pela franqueadora para que haja maior visibilidade
possível do negócio;

7. Em um negócio independente, mesmo que haja um plano bem definido, há muitos
erros e acertos com diversos ajustes necessários, enquanto que em uma franquia,
o negócio se inicia estruturado com estratégias assertivas que já funcionam. Na
franquia as ações são mais preventivas enquanto que em um negócio
independente são mais corretivas, onde a curva de aprendizado é muito maior.
Após esses 7 pontos de reflexão, que traçam um comparativo entre franquia e
negócio próprio independente, creio que seja possível chegar a uma conclusão que
responda nossa pergunta: “Franquia é um bom Negócio?”.


E aí, o que você acha?
Quer encontrar a franquia ideal para você?
O portal franquias99 é empoderado pela The99 Consultores Associados e possui
excelentes profissionais para lhe ajudar!

Comments are closed.